Prefeitura tenta empréstimo para obras na orla, na Colina Sagrada e do Museu da Música
11/10/2017 - 15h26 em Geral

A prefeitura encaminhou à Câmara Municipal nesta quarta-feira (11) um projeto de lei que autoriza um empréstimo no valor de até US$ 67 milhões para a realização de um projeto de urbanismo em Salvador. A operação financeira seria realizada junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina. Segundo a mensagem enviada pelo Executivo à Câmara, os recursos obtidos serão voltados para o Programa de Requalificação Urbanística de Salvador (Proquali). A ação inclui obras nas áreas do Farol de Itapuã, do trecho da orla entre Amaralina e Pituba, da Praça Cairu e do Corredor da Fé até a Praça da Base da Colina Sagrada (percurso da Lavagem do Bonfim). O montante também vai viabilizar a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico do Plano Diretor de Tecnologia, a instalação da infraestrutura de Tecnologia da Informação (Salvador Inteligente), além da implantação do Museu da Música Brasileira. O projeto de lei também cria quatro cargos temporários na estrutura Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) para a execução de ações do Proquali. Segundo a prefeitura, operação financeira já foi analisada pela Comissão de Financiamentos Externos (COFIEX) do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão do Governo Federal e precisa apenas ser aprovada pelo Senado.

Fonte: Bahia Notícias

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE