Entre abraços e fotos, Rui Costa e ACM Neto chegam à Colina Sagrada em campanha
12/01/2018 - 8h22 em Geral

Primeiro evento do calendário eleitoral baiano, a Lavagem do Bonfim não provocou tensões entre os dois principais atores da cena política baiana. O governador Rui Costa (PT) e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), desfilaram entre a Catedral Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia e a Colina Sagrada em meio a selfies, abraços e muitos cumprimentos da claque e de populares que acompanhavam a tradicional festa profana. Apesar de qualquer um dos lados tentar “puxar a sardinha” para si, os relatos são de que houve muito equilíbrio no chamado “termômetro popular”. Quando algum tipo de manifestação contrária ensaiava aparecer, as respectivas claques se mobilizavam agilmente para tentar abafar. É parte do jogo democrático e todo e qualquer político baiano sabe que as bênçãos da população soteropolitana no cortejo de 8km é um dos pedágios para as urnas. Para variar um pouco, Rui, em mais um arroubo de não falar de política, fugiu do tema. Quando questionado se o melhor prefeito de Salvador era ele, título evocado por aliados na Câmara de Salvador, Rui riu e preferiu evitar provocações. O mesmo aconteceu com ACM Neto. Adotou um tom mais amistoso e deixou eventuais alfinetadas para os aliados, que, de certa forma, economizaram nos ataques. Rui e Neto entoaram uma trovada pouco interessante. Tanto o governador quanto o prefeito insistem na tese de que só falam de política depois do Carnaval. Publicamente, lógico. Nos bastidores, as articulações seguem intensas, enquanto nos eventos públicos não acontece um pico de tensão, para a infelicidade do jornalismo político. Talvez a chuva que o Senhor do Bonfim mandou tenha diminuído o calor entre os grupos.

Fonte:Bahia Notícias

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE