Decisão do STF tira delações contra Lula e Mantega da competência de Moro
14/08/2018 20:23 em Política

A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, por 3 votos a 1, encaminhar trechos da delação da Odebrecht que citam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro petista Guido Mantega para a Justiça Federal em Brasília, tirando-os da competência do juiz Sergio Moro, de Curitiba.

 

Os ministros atenderam a petições dos advogados de Lula e de Mantega, que utilizaram como sustentação trechos dos depoimentos dos delatores da empreiteira afirmando não existir relação com o esquema criminoso na Petrobras, e, portanto, não deveriam ficar em responsabilidade de Sérgio Moro.

 

De acordo com a Folha, a defesa do ex-presidente afirma que os trechos das delações referem-se a vários eventos conhecidos, como as negociações para compra de um terreno para o Instituto Lula (que teriam se dado em São Paulo), a influência de Lula para aprovar linhas de crédito para obras em Angola e um pedido dele para a Odebrecht construir um estádio de futebol em São Paulo.

Fonte: bahianoticias.com.br

COMENTÁRIOS