Equipe econômica vê Auxílio Brasil de R$ 300 em 2022 e avalia que valor traz menor pressão fiscal
21/09/2021 09:09 em Política

Foto: Jefferson Rudy | Agência Brasil

O Auxílio Brasil, novo programa de distribuição de renda do governo Bolsonaro e que irá substituir o Bolsa Família deve ser implementado nos últimos dois meses deste ano e garantirá R$ 300 à familias de baixa renda.

 

O valor será maior que o do Bolsa Família, que atualmente paga em média R$ 192. Aumentar o valor vai demandar um gasto extra no Orçamento da União de 2022 em R$ 18 bilhões.

 

Para conseguir implementar o programa, a equipe econômica do governo precisa aprovar a tributação de lucros e dividendos e resolver o problema do pagamento dos precatórios, dívidas judiciais que a União precisa honrar.

 

Além disso, a outra saída do governo foi aumentar o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). A medida gerou reações negativas no mercado financeiro. A equipe econômica comandada por Paulo Guedes garantem que o aumento do IOF vai vigorar apenas neste ano, e não será repetido no próximo ano.

 

O Auxílio Brasil foi criado como uma medida populista do presidente Jair Bolsonaro para as eleições presidencias de 2022. A ala política do governo queria pagar R$ 400, mas foi impedida pelo Ministério da Economia que decidiu fixar o valor de R$300 e elevar público beneficiado de 14,7 milhões de famílias para 17 milhões.

Por A Tarde

COMENTÁRIOS