Canal com conteúdo para estudantes da rede estadual será lançado nesta segunda
01/03/2021 09:32 em Educação

Foto: Mateus Pereira/ GOVBA

Entra no ar nesta segunda-feira (1º) o canal aberto de televisão Educa Bahia, pelo qual o governo estadual fará a transmissão de aulas para a rede estadual de ensino, a partir do próximo dia 15 de março.

 

Segundo a Secretaria de Educação do Estado (SEC), como parte da programação do primeiro dia, às 10h, o Educa Bahia transmitirá a live sobre Agenda da Inclusão e Aprendizagem. Ela marca o início da pré-jornada pedagógica para o ano letivo 2020/21 na rede estadual de ensino, que acontecerá durante toda a semana, de segunda a sexta-feira (1 a 5), virtualmente. Veja programação da pré-jornada no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

 

A nova emissora pública estará disponível ao lado do canal da TVE, no final .2. Em Salvador e Região Metropolitana, o Educa Bahia será o canal 10.2. Já em Feira de Santana e no entorno, no 9.2, e assim nos demais municípios. Também será possível assistir a emissora pelo site educabahia.ba.gov.br.

 

De acordo com a SEC, o Educa Bahia estará disponível em diversos municípios de todos os 27 Territórios de Identidade do estado. A emissora faz parte de um conjunto de ações complementares implementadas para o início do ano letivo 2020/2021, que terá ensino 100% remoto nesta primeira fase, no dia 15 de março. O canal ficará no ar 24 horas, todos os dias, para que os estudantes possam acompanhar a programação, que contempla os componentes curriculares do Ensino Médio referenciados na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

 

A TVE estabeleceu parcerias com o Canal Futura, o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) e a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e, também, oferecerá conteúdos produzidos pelos professores das escolas estaduais através da Rede Anísio Teixeira, além de aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec). Outras negociações estão em curso para ampliar a oferta de programas nos próximos meses.

Por Bahia Notícias

COMENTÁRIOS